quinta-feira, 14 de dezembro de 2006

Dica da **Patty Literária**

Revolta!
É isso mesmo. Revolta.
Não que eu tenha pintado meu cabelo de vermelho intenso, feito vudu da minha Hello Kitty e aposentado meu gloss. Até porque eu não conseguiria fazer coisas tão perversas. É só que se vocês estavam pensando que eu falaria de outro livro - perfeito - como os da coleção do Diário da Princesa estava...Ah! Pára tudo! Eu tinha realmente me decidido não voltar nesse livro, mas é que acabou de ser lançado O Diário da Princesa 7 - A Princesa na Balada, e eu preciso dizer que...eu não acabei de ler ainda...mas...ah! vamos voltar para o que eu estava falando...
O livro que eu li e que queria muito indicar pra vocês se chama “Bento” e é de um escritor brasileiro chamado André Vianco.
Só pra vocês terem uma noção:

“Uma noite começa como outra qualquer, mas entra para a historia da humanidade quando metade dos seres humanos adormece de forma inexplicável. Tratada como uma epidemia, a doença desencadeia um caos sem precedentes nas cidades do mundo.O pesadelo parece não ter fim quando os humanos, livres do sono, descobrem que estão dividindo a noite com demônios da escuridão”

Quem curte livros de vampiros não pode deixar de ler esse! É de dar medo. E pra vocês terem uma idéia, eu - EU - fui dormir no quarto da mamãe no dia que resolvi lê-lo de madrugada. Quer dizer, você sabe qual foi a última vez que fui, morrendo de medo, dormir no quarto da minha mãe? Quando eu era criança - tudo bem, tirando o dia que assisti Jogos Mortais, mas meu Deus! Isso nem conta, né? Tá bom...no dia que assisti O Exorcismo de Emily Rose também...mas qual é? Eu acordei 3h da madrugada, exatamente como no filme! Você queria o quê? Que eu ficasse no quarto esperando o espírito do mal me dar algumas rugas de expressão antecipadas? Jamais! Tudo bem que eu uso a mais revolucionária e moderna linha de cremes anti-rugas, mas meu rostinho não iria suportar um demônio me possuindo. Sem falar nas unhas que ficariam um trapo de tanto arranhar as paredes!

Enfim, hoje a dica é: Bento
Autor: André Vianco
Classificação: Ofuscante!!

Nível de Classificação:
1- Pálido...
2- Levemente Purpurinado.
3- Glitter Puro!
4- Ofuscante!!



Beijinhos sabor gloss de melancia - que não permite que seus lábios ressequem! - da *Patty Literária*

15 comentários:

Sylvia Ruth disse...

Rá. Ainda bem que seus leitores não viram você com a sua cara cheia de trigo (que na verdade não adiantou nada) e depois deitada no chão do banheiro do cemuni.

janaina disse...

eu adoro a patty literaria!!!

Claudete disse...

Ai, sua fresca! E eu tmb ainda estou lendo o 7° volume de vossa alteza Mia Thermopolis, PDG. Pensei que ela fosse logo dar pra ele...isso já tá ficando CHATO! E tô lendo Becky Bloom junto. Tem horas que eu me pergunto "ué...mas a Mia...?AH TÁ! É A BECKY!" retardada, eu.

Damiana disse...

Nossa patty vc eh d+.. seus comentarios sobre os livros sao mt bons...
Adorei essa parte do gloss huahuaahuaauahua
Ahh e afinal o q é a nossa vida sem algum brilho hehehe
Bom texto mo legal viu
Quero ve a atraçao em filme
=]

mau disse...

cara, quando assisti a jogos mortais até eu fui dormir no quarto de mamãe...hahahahah
caraca Gaby, você é a melhor Paty de todas!!!
falando do livro, ele deve ser interessante! valeu a dica.

annegranger disse...

Gaby vc é muito paty

BruneLLa França disse...

Eu naum costumo gostar de patricinhas... mas é impossível naum gostar de ler Gabriela Zorzal e sua personagem - a mais patty do mundo... s bem q a personagem encarna na nossa gabyzinha d vez em qdo... hehehehehehehehe

*revoltada com os politicos brasileiros... esperem uma coluna louca segunda feira!!!

ShaSha disse...

Oq?

nao sabia nada do gloss de melancia, gostei da dica, vou ver se da resultado! hahuahuahu... claro q nao vou fazer isso!

Não li esse, depois de ler "O Caçador de Pipas" posso ler esse qm sabe, ah, não... vai t q entrar na fila... lembra, tem "Casorio" primeiro... q sabe um dia desses leio!

bjOOoOoO

BruneLLa França disse...

Ler O Caçador de Pipas é uma obrigação de qualquer um que ouse abrir a boca para dizer "Eu gosto de ler!".
Poucas estréias literárias tiveram o êxito que Khaled Hosseini obteve com esse seu primeiro romance, que fala sobre a frágil relação entre pais e filhos, entre seres humanos e seus deuses, entre homens e sua pátria. Emocionante e envolvente, é uma história de amizade e traição que vai dos últimos dias da monarquia do Afeganistão às atrocidades de hoje.
Aqui vai um trechinho do livro: EU ME TORNEI O QUE SOU HOJE aos doze anos, em um dia nublado e
gélido do inverno de 1975. Lembro do momento exato em que isso
aconteceu, quando estava agachado por detrás de uma parede de
barro parcialmente desmoronada, espiando o beco que fi cava perto
do riacho congelado. Foi há muito tempo, mas descobri que não é
verdade o que dizem a respeito do passado, essa história de que podemos
enterrá-lo. Porque, de um jeito ou de outro, ele sempre consegue
escapar. Olhando para trás, agora, percebo que passei os últimos vinte
e seis anos da minha vida espiando aquele beco deserto.
Um dia, no verão passado, meu amigo Rahim Khan me ligou do
Paquistão. Pediu que eu fosse vê-lo. Parado ali na cozinha, com o
fone no ouvido, sabia muito bem que não era só Rahim Khan que
estava do outro lado daquela linha. Era o meu passado de pecados
não expiados. Depois que desliguei, fui passear pelo lago Spreckels, na orla norte do parque da Golden Gate. O sol do início da tarde
cintilava na água onde navegavam dezenas de barquinhos em miniatura,
impulsionados por um ventinho ligeiro. Olhei então para
cima e vi um par de pipas vermelhas planando no ar, com rabiolas
compridas e azuis. Dançavam lá no alto, bem acima das árvores da
ponta oeste do parque, por sobre os moinhos, voando lado a lado
como um par de olhos fi tando San Francisco, a cidade que eu agora
chamava de lar. E, de repente, a voz de Hassan sussurrou nos meus
ouvidos: “Por você, faria isso mil vezes!” Hassan, o menino de lábio
leporino que corria atrás das pipas como ninguém.
Sentei em um banco do parque, perto de um salgueiro. Pensei em
uma coisa que Rahim Khan disse um pouco antes de desligar, quase
como algo que lhe houvesse ocorrido no último minuto. “Há um jeito
de ser bom de novo.” Ergui os olhos para as pipas gêmeas. Pensei
em Hassan. Pensei em baba. Em Ali. Em Cabul. Pensei na vida que
eu levava até que aquele inverno de 1975 chegou para mudar tudo.
E fez de mim o que sou hoje.

Se alguém quiser o livro digitalizado, é só mandar um email que eu mando o arquivo...
Boa leitura!

BruneLLa França disse...

Esqueci de dizer, o que eu postei é o primeiro capítulo do livro! ^^

Simone Azevedo disse...

Poxa,q pena q não consigo abrir livros digitalizados.Algum motivo q desconheço.Fiquei com mta vontade de ler.Valeu a dica.Vou roubar ele em algum lugar.
Gloss sabor de melancia....
Ek coisa patty
Brincadeira Gaby,vc é a melhor pattu q eu conheço.Mais adorável,mais inteligente.

BruneLLa França disse...

Simone, por acaso vc tem o acrobat reader no seu computador?

Ton disse...

Oi Patty,
vc não me conhece, mas fiquei interessado nesse livro...
Confesso que antes de ler sua postagem, senti um pouco de receio pelo livro q indicaria. Pensei: 'deve ser um livro daqueles sobre princesinhas modernas'. E quase parei minha leitura pela metade qdo vc começou a introduzir diario da princesa, ou sei la oq... insistentemente cheguei ao fim. E qdo la estava percebi que minha primeira impressão havia mudado completamente.
Engraçado, sempre penso que pessoas são iguais independente se patricinha, funkeiro, roqueiro, e me peguei tendo um pré-conceito sobre sua indicação. O que acontece é isso! Até mesmo pessoas que pensam como eu têm certo receio de aproximar de mundos diferentes. No nosso caso, você patricinha e eu 'indefinido', porém não mauricinho... enfim. E além de me convencer a querer ler tal livro, me fez rir com seu jeito extremamente patty. Parabéns pela criatividade!!!
E, voltando no livro, como posso consegui-lo??? Não conheço mtas fontes virtuais de livros. Se vc puder me indicar uma estarei agradecido.

Mais uma vez, parabéns!
abraço...

Roberta disse...

ñ sei pq mas adoreeeeeei esse texto hahuauhahuaaha
vo procurar ler esse livro o mais rapido possivel
soh uma coisa: algo contra alguem pintar o cabelo de vermelho intenso?
=P

Ana disse...

Você tem o livro 7 digitalizado?

Se tiver, me passa?


parkinson.sonserina@terra.com.br

tks ^^